Em demonstração de unidade e força, centrais se mobilizam contra juros altos e desemprego

Contra os juros altos, o desemprego, a reforma da previdência e outros desmontes de direitos trabalhistas e sociais propostos por este governo interino, as principais centrais sindicais brasileiras reagem com luta e mobilização social.

 

Em reunião no Dieese, em São Paulo, na tarde desta quarta-feira (13), as lideranças das entidades definiram para a próxima terça-feira (19) um ato público em frente ao Banco Central, na avenida Paulista, contra os juros altos. A data marca o início da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom).

Na semana seguinte, no dia 26, um outro ato reunirá dirigentes sindicais de todo o país, de entidades nacionais e estaduais, em uma plenária no bairro da Liberdade para o lançamento de um manifesto que abordará as principais bandeiras defendidas pelo movimento sindical.

O avanço das ameaças aos direitos sociais e trabalhistas na atual gestão reforça a unidade entre as centrais sindicais que apostam na pressão popular e na mobilização social para barrar o retrocesso e buscar mudanças na política econômica que promovam o crescimento econômico.

“As bandeiras dessa luta – desemprego, juros altos, reforma da previdência – atingem as bases de todas as centrais por que ameaçam direitos de toda a classe trabalhadora”, diz Wagner Gomes, secretário geral da CTB, presente na reunião ao lado do vice-presidente da entidade, Nivaldo Santana.

Também compareceram Sérgio Nobre, da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Roberto Santiago, da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Álvaro Egea, da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), e Juruna, da Força Sindical. A Nova Central não enviou representantes, mas comunicou seu apoio às decisões.

Serviço:

19-7 – Ato pela redução dos juros

Banco Central, na avenida Paulista, às 10hs

26-7 – Lançamento de manifesto unificado das centrais

Espaço Hakka, rua São Joaquim, 460

(horário ainda não definido)

Fonte: CTB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.