SC: Primeira rodada de negociação discute pauta dos farmacêuticos do comércio (exceto Itajaí)

Uma primeira conversa entre a presidente do Sindicato dos Farmacêuticos de Santa Catarina, Fernanda Mazzini, e representantes dos sindicatos patronais abriu as negociações da convenção coletiva da categoria farmacêutica nesta terça-feira, 23 de fevereiro.

 

Em caráter informal e com a presença da assessoria jurídica do SindFar, os representantes dos empregadores apresentaram o que chamaram de “possibilidades” para o reajuste salarial dos profissionais que atuam nas farmácias e drogarias. No entanto, afirmaram que os patronais não acataram nenhum dos benefícios das pautas definidas pelos farmacêuticos nas assembleias.

Durante a reunião, a presidente lembrou que as propostas financeiras ofertadas pelos patronais nos últimos anos não atendem ao patamar merecido pelos farmacêuticos. “Os reajustes tem sido baixos e há anos os patronais não aceitam inclusão de benefícios, como o auxílio-alimentação, uma reivindicação histórica. Solicitamos que reconsiderem a pauta e observem as cláusulas que debatemos e aprovamos nas assembleias com o objetivo de atenuar esta situação”, afirma Nanda Mazzini.

A diretoria deve aguardar a proposta dos patronais das demais áreas de atuação e também do sindicato patronal do comércio da região de Itajaí para discutir suas contrapropostas.

Veja aqui a pauta dos farmacêuticos do comércio, indústria, distribuidoras e transportadoras

Fonte: SindFar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.