Sindicato dos hospitais não comparece ao MPT e farmacêuticos ficam sem reajuste

Causou perplexidade a ausência sem justificativa do Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Casas de Saúde de Minas Gerais – Sindhomg na audiência de mediação agendada para esta quarta-feira, 07/12, às 14 horas, no Ministério Público do Trabalho – MPT.

 

A expectativa do Sindicato dos Farmacêuticos de Minas Gerais – Sinfarmig para reunião é de que houvesse acordo para a celebração da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) para os farmacêuticos hospitalares. A categoria que aguarda uma posição da entidade patronal desde a data-base, 1º de junho, ainda terá de esperar mais para finalizar a campanha salarial. Todas as tentativas feitas durante o processo de negociação, que já dura sete meses ficaram frustradas pela postura unilateral adotada pelo Sindhomg.

Acreditando na retomada do diálogo, o Sinfarmig compareceu hoje disposto a negociar, mas com a ausência dos patrões nem o Ministério Público do Trabalho conseguiu intermediar o impasse.

Agora, o Sinfarmig insistindo na continuidade das negociações solicitará uma reunião junto ao Ministério do Trabalho visando à renovação da CCT 2016/2017.

A exemplo dos farmacêuticos hospitalares, outras categorias da área da saúde vivem o dilema da incerteza, já que os patrões usam subterfúgios para impedir a finalização das campanhas salariais.

Fonte: Sinfarmig

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *