MG: Entidade patronal avalia aumento salarial para farmacêuticos de farmácias, drogarias e distribuidoras

A segunda rodada de negociações dos farmacêuticos que atuam em farmácias, drogarias e distribuidoras em Minas Gerais terminou com a promessa do Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos de Minas Gerais (Sincofarma/MG) de avaliar o aumento salarial reivindicado pelo Sindicato dos Farmacêuticos de Minas Gerais – Sinfarmig.

 

A reunião realizada na manhã da última quarta-feira, 19/04, na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio/MG) discutiu sobre a possibilidade de ganho real para a campanha salarial 2017. Os diretores do Sincofarma/MG que compõem a comissão de negociação prometeram analisar em Assembleia a proposta do Sinfarmig de um reajuste salarial acima dos 4,7% correspondentes ao INPC acumulado no período de 1º de março de 2016 até 28 de fevereiro de 2017.

Para insistir na necessidade de ganho real (aumento salarial) além do INPC, o Sinfarmig se baseou em informações sobre o faturamento do mercado farmacêutico. Dados da IMS Health divulgadas pela Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma) apontaram que o movimento em 2016 foi de R$ 85,35 bilhões com vendas realizadas somente em drogarias.

O Sinfarmig aguarda a resposta do Sincofarma/MG para avaliar os rumos da negociação. “Não podemos garantir nada sobre qual será a resposta dos empresários, mas estamos otimistas quanto aos avanços que ainda podemos ter. Esperamos que nossas argumentações sejam consideradas e os patrões possam conceder o aumento salarial real que tanto queremos conquistar”, explicou a diretora Júnia Lélis. A data-base da categoria é 1º de março e quando houver reajuste ele será retroativo.

Fonte: Sinfarmig

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.