Reunião define preparativos da 2ª Conferência Nacional da Saúde das Mulheres

Representantes de várias entidades ligadas à saúde da mulher se reuniram na quarta-feira (20) para iniciar os preparativos da 2ª Conferência Nacional da Saúde das Mulheres, que será realizada em agosto no próximo ano. A diretora da Mulher da Fenafar, Soraya Amorim participou da reunião.

 

No encontro, foram levantados os primeiros temas a serem abordados e que serão tratados em um seminário em novembro, quando será estabelecida a agenda final da conferência de 2017.

Na avaliação da diretora de mulheres da Fenafar, Soraya Amorim é muito importante a postura do Conselho Nacional de Saúde de priorizar este tema e a realização da Conferência, “porque ela vai definir as novas diretrizes para as políticas públicas que contemplem a saúde das mulheres”. Ela destaca ainda que a Fenafar deve provocar reuniões sobre o tema nos estados e com os sindicatos, para que nesta fase preparatória se amplie o diálogo. “Em março acontecerão as conferência livres, onde nos vamos poder discutir e sugerir propostas. Também vamos participar tirando delegados”.

Na reunião foram levantados os temas prioritários definidos na 53ª Comissão Intersetorial de Saúde da Mulher (Cismu), ocorrida em setembro de 2014. Na ocasião, foram debatidos alguns projetos de lei em tramitação no Congresso Nacional, de interesse das mulheres, como os Estatutos da reprodução Humana, da 1ª Infância e da Família, entre outros. No próximo encontro, a comissão voltará a avaliar as propostas em tramitação no Legislativo.

Um dos temas debatidos na reunião de quarta-feira é relacionado às moradoras de rua. Algumas das representantes presentes manifestaram preocupação com os atendimentos realizados em unidades de saúde pelo país. Em alguns casos, as mulheres nessas condições deixam de ser assistidas por não terem Carteira de Identidade. Além disso, a questão do aborto foi outro tema levantado pelas integrantes do encontro.

Segundo a coordenadora da reunião, Carmen Lúcia Luiz, da União Brasileira das Mulheres, a previsão é de que entre 1.500 e 1.800 pessoas compareçam à 2ª Conferência Nacional da Saúde das Mulheres, em 2017. O número de participantes do seminário preparatório do evento, que deverá ser realizado no final de outubro, ainda não está definido pelos coordenadores, mas haverá representantes de todos os estados, do Distrito Federal e de organizações e movimentos sociais.

Todas as sugestões serão encaminhadas, ainda, para avaliação do Pleno do Conselho Nacional de Saúde.

Fonte: SUSConecta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.