; FENAFAR:: Federação nacional dos Farmacêuticos - Fenafar

Sidebar

18
Qua, Set
25 Novos artigos

Notícias por Categorias

O Sindicato dos Farmacêuticos do Estado do Piauí, com apoio da Fenafar e da Escola Nacional dos Farmacêuticos, realizará ações junto aos farmacêuticos para fortalecer o sindicato. No dia 19 de setembro, acontecerão visitas às farmácias e outros estabelecimentos de saúde que tenham profissionais atuando. Além da presença de diretores do sindicato, as visitas contarão com a presença da Diretora de Organização Sindical da Fenafar, Débora Melecchi.

No último dia 30 de agosto, a diretora do Sindifars, Célia Chaves, participou do seminário “A Reforma Sanitária, 30 anos: como anda a saúde da nossa democracia?”.

O Diretor do Sindicato dos Farmacêuticos do Maranhão (Sinfarma) Raiflan Matias e demais representantes dos trabalhadores das unidades do Estado, se reuniram nesta quarta-feira (11), na Secretaria de Estado da Saúde (SES), com o Governo do Estado e a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH), para alinhamento de pautas em favor da classe Farmacêutica.

O governo federal, por meio da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, do Ministério da Economia, editou a Portaria 1.001/2019, com propósito de instituir Grupo de Altos Estudos do Trabalho (Gaet). seu “objetivo” é “avaliar o mercado de trabalho brasileiro sob a ótica da modernização das relações trabalhistas e matérias correlatas” – mas sempre pela ótica empresarial.

Foi lançada na quarta-feira (28), na Câmara dos Deputados, a Frente Parlamentar de Apoio aos Conselhos Profissionais de Classe. O objetivo do colegiado é barrar a Proposta de Emenda à Constituição – PEC 108/2019 e debater o papel dos Conselhos Profissionais de Classe. A iniciativa tem apoio da Fenafar.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), disse nesta segunda-feira, 19, que tem conversado com prefeitos e governadores sobre a inclusão de estados e municípios na reforma da Previdência por meio de uma “PEC paralela”.

Reportagem publicada pela Repórter Brasil mostra como a Lei de Patentes, de 1996, é um obstáculo ao direito à saúde. Estudo da UFRJ estima que governo vai desperdiçar R$ 3,8 bilhões em 10 anos por conta do atraso na avaliação de pedidos de patentes farmacêuticas; o monopólio de mercado dura em média três anos a mais no Brasil do que em outros países e postergam a entrada de genéricos no país.

Ex-ministro da Saúde, Arthur Chioro alerta: corte nos investimentos públicos somado à recessão econômica e precarização do trabalho deixarão milhões sem assistência médica.

O governo João Doria pretende apresentar à Assembleia Legislativa de São Paulo uma proposta de desestatização da Fundação para o Remédio Popular, em um pacote que inclui ainda a Oncocentro, responsável por exames e atendimento em mais de 540 unidades de saúde, e a Superintendência de Controle de Endemias. Se o setor privado não se interessar, a ideia é extinguir, fundir ou incorporar essas instituições a outros órgãos de governo. Só no ano passado, a Furp produziu quase 530 milhões de medicamentos para a rede pública.

Por que ser mulher no Brasil se torna cada vez mais perigoso? Dados levantados pelo jornal Folha de S.Paulo denunciam a cara misógina e violenta da sociedade brasileira. O levantamento foi publicado nesta segunda-feira (9) com base em dados do Ministério da Saúde, de arrepiar os cabelos.

A julgar pelo PPA enviado ao Congresso, serão quatro anos de miséria. Em nome do “realismo fiscal”, priorizam-se os ricos, penalizam-se os trabalhadores e se esquece a desigualdade. No ambiente, 96% dos recursos ao agronegócio.

O Programa Future-se, anunciado recentemente pelo Ministério da Educação, foi ponto de pauta da 320ª Reunião Ordinária do CNS, que aconteceu nesta sexta-feira (23/8), em Brasília.  O projeto já recebeu críticas e sugestões de mais de 40 universidades federais e entidades representativas.

ctbcntufndccnsubmcebesbaraoces

UA-480112034-1