Sinfar/SP aprova refiliação à Fenafar

O Sindicato dos Farmacêuticos de São Paulo aprovou em assembleia, no último dia 11, sua refiliação à Fenafar. Depois de pouco mais de um ano de afastamento, o sindicato paulista volta a fazer parte da base da Federação Nacional dos Farmacêuticos, que passa a contar com 19 estados filiados.

 

Para o presidente do Sinfar-SP, Glicério Diniz Maia, os representantes da categoria presentes na assembleia discutiram e aprovaram o retorno. “Reconhecemos a importância da união entre as entidades farmacêuticas, e endendemos a importância de uma federação que congregue a força do movimento sindical de classe”.

Gilda Almeida, que é 1ª tesoureira do Sinfar e diretora de relações internacionais da Fenafar toda a discussão que levou tanto ao afastamento quanto ao retorno do sindicato de São Paulo “foi um processo rico de debate e amadurecimento político para todos. No final, todos saímos mais fortalecidos pelas reflexões realizadas e porque todos, tanto do sindicato quanto da Fenafar, primamos pela busca da unidade política. O sindicato de São Paulo é uma entidade forte e participar da Fenafar o fortalece ainda mais. Assim como a presença do sindicato de São Paulo só contribui para fortalecer as lutas gerais que a Fenafar, ao lado dos outros sindicatos filiados de todo o país, desenvolve em torno da valorização da categoria farmacêutica e da defesa da saúde pública e da soberania naciona”.

Ronald Ferreira dos Santos, presidente da Fenafar, também considera que a riqueza deste processo foi a busca da unidade. “Esta é uma marca da Fenafar. Sabemos que há diferenças entre todos nós, mas é no debate, no diálogo sempre respeitoso e com o olhar no interesse da categoria que vamos superar as diferenças para, unidos, termos conquistas efetivas para todos os farmacêuticos. Juntos somos mais fortes”, lembrou Ronald.

Da redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.