Sinfar-SP realizou assembleia extraordinária para discutir reformas

No último dia 01 de junho, o Sindicato dos Farmacêuticos no Estado de São Paulo (Sinfar-SP) realizou uma assembleia para a categoria com o intuito de discutir os impactos das reformas trabalhista e previdenciária na vida do farmacêutico.

 

 

No início da assembleia, houve a exibição de um vídeo com a participação do professor da Faculdade de Direito da USP e Juiz do Trabalho, Jorge Luiz Souto Maior, sobre o projeto de reforma trabalhista. Você pode conferir o vídeo no site do Sinfar.

O presidente do sindicato, Glicério Diniz Maia, comentou sobre os atos realizados em Brasília no dia 24 de maio. ‘Foi um momento muito importante para a classe trabalhadora, que mesmo num cenário de retirada de direitos e intensa repressão marcou presença com milhares de pessoas no ato.’

Na sequência, o advogado do Sinfar-SP, Fabio Angelini, fez uma apresentação com os principais pontos das reformas trabalhista e previdenciária. A apresentação está disponível no site do sindicato.

Após estudos e debates, a categoria deliberou, por unanimidade, que os projetos precarizam as relações de trabalho e, especificamente, apresentam enorme risco aos farmacêuticos empregados. Os presentes determinaram que o Sinfar-SP deve marcar posição contrária a qualquer projeto que retire os direitos do trabalhador farmacêutico, participando ativamente da luta contra qualquer retrocesso.

O presidente da entidade finalizou dizendo que cabe ao sindicato sensibilizar a classe. ‘Não somos apenas um número. Somos uma categoria forte e o farmacêutico precisa saber o que vem pela frente. E nós vamos cumprir o nosso papel de alertar.’

Fonte: Sinfar-SP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *