Sinfar e servidores de Goiânia pressionam aprovação da data-base

Os diretores do Sinfar, Julio Godinho e Livio Motta Araújo, junto com outros representantes do movimento “Reaja Servidor”, foram nesta terça-feira, 14, até a Câmara Municipal de Goiânia na tentativa de pressionar a aprovação do Projeto de Lei sobre a data-base de 9,08%.

 

Os servidores querem urgência na aprovação do projeto. O objetivo da mobilização era conseguir incluir o PL 155/2016 na pauta do plenário, o que ainda não aconteceu. A sessão foi, inclusive, suspensa.

O projeto chegou à Casa no último dia 10 e ainda está na Diretoria Legislativa. O motivo da pressa é para que os servidores consigam receber a primeira parcela no mês que vem. Um outro agravante é que os vereadores entram em recesso já no próximo mês, o que pode prolongar a aprovação.

De acordo com o documento, o valor da reposição salarial será parcelado em três vezes. Na folha de junho, será pago 1,5% mais o juro retroativo a maio; em setembro será pago mais 1,5% e o restante de 6,08% em dezembro deste ano.

Fonte: Sinfargo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.