MG: Farmacêuticos industriais conquistam 11,08% de reajuste

A campanha salarial dos farmacêuticos industriais deste ano terminou com reajuste de 11,08% retroativo a 1º de março, data-base da categoria. O índice é relativo ao INPC verificado no período de março de 2015 a fevereiro de 2016. A decisão foi tomada na reunião desta terça-feira, 21/06, que ocorreu em clima tenso.

 

O Sindicato das Indústrias de Produtos Farmacêuticos e Químicos para Fins industriais de Minas Gerais (Sindusfarq) insistiu na necessidade de parcelar o pagamento. Com isso, as empresas irão pagar 8% no próximo salário e os 3,8% no vencimento de agosto.

O Sindicato dos Farmacêuticos de Minas Gerais (Sinfarmig) insistiu na criação de um piso salarial para a categoria, um dos pontos mais reivindicados nas assembléias, assim como no avanço das cláusulas sociais. A entidade patronal, no entanto, negou alegando que na atual conjuntura o faturamento da indústria farmacêutica não permite conceder os avanços reivindicados na pauta.

Com a instabilidade vivida no país é previsível que o clima não esteja favorável para os trabalhadores. Prova disso é o estudo apresentado pelo Dieese que aponta a média das negociações no Brasil fechando abaixo do INPC. Ainda assim, os farmacêuticos industriais conseguiram conquistar um reajuste igual a inflação do período. “O Sindicato é incansável na defesa por mais direitos para os farmacêuticos. Vamos insistir na manutenção das conquistas e não permitiremos retrocessos como os que foram propostos pelo sindicato patronal esse ano”, avaliou a diretora do Sinfarmig, Júnia Lélis.

Fonte: Sinfarmig

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.