; Trabalho e Emprego - Fenafar

Sidebar

1

O portal e-Cidadania do Senado Federal colocou em consulta o projeto de lei 513/2015 que institui a jornada de 30 horas semanais para os profissionais farmacêuticos. De autoria da senadora Vanessa Grazziotin, o projeto é uma demanda da Fenafar e da categoria por melhores condições de trabalho e valorização profissional.

“É fundamental que a categoria se mobilize e visite a página do Senado para se manifestar favoravelmente ao projeto. E mais, mobilizar a sociedade, porque este é um projeto que traz benefícios para todos”.

Para votar clique aqui

O PLS 513/2015 que assegura aos profissionais no parágrafo 1º “a duração do trabalho normal não superior a 30 (trinta) horas semanais” foi protocolado ano passado, tramita na Comissão de Assuntos Sociais e ainda pode receber emendas. Ele se destaca pelo fato de “as últimas Conferências de Saúde e a 2º Conferência Nacional de Recursos Humanos terem aprovado a jornada máxima de 30 horas para inúmeros ramos de atividades profissionais, o que significa dizer que não só os trabalhadores da saúde, mas usuários e gestores entenderam essa necessidade”.

A consulta fica aberta no e-Cidadania até o dia 30 de agosto.  

Da redação com Sinfarmig
Publicado em 09/09/2016

A CTB está organizando, para o próximo dia 08 de agosto (segunda-feira), um ato nacional em defesa da CLT e da Previdência Social, dois alvos da gestão interina de Michel Temer. Articulado pelo presidente nacional da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Adilson Araújo, a jornada acontecerá em frente às Superintendências Regionais do Trabalho (antigas DRTs) em diversos estados do país.

 

Araújo conclama os trabalhadores e trabalhadoras a protestarem em defesa dos direitos trabalhistas. "Com esse discurso da ‘modernização’, o objetivo [de Michel Temer] é baixar o custo da mão de obra e aumentar a cesta de lucros das empresas. É apenas por isso que esse governo quer aprovar o negociado sobre o Legislado, a terceirização irrefreável e acabar com a Previdência Social, o maior programa de distribuição de renda do país", denunciou.

Em sua nota convocatória, a CTB denuncia o apoio da imprensa, em especial da Rede Globo, às medidas de esmagamento da classe trabalhadora ensaiadas por Temer e sua turma. “O governo ilegítimo encomendou uma série de reportagens defendendo a modernização das relações de trabalho, e esse mesmo assunto tem sido alvo de editoriais destilados de propostas de regressão, flexibilização e precarização do trabalho”, escreveu.

Ele lembrou de episódios como o de Benjamin Steinbruch, presidente da CSN, em que foi proposto um período de almoço de 15 minutos, ou o de Robson Braga, presidente da CNI, em que foi ventada uma defesa da jornada de 80 horas semanais. “São, no mínimo, propostas preocupantes”, analisou.

Para evitar que medidas como essas sejam naturalizadas no pensamento do brasileiro, a Central coordena com suas sedes estaduais este novo ato. O objetivo é denunciar e aumentar a atenção da população em torno do tema. “A jornada de lutas é longa e necessária. Ocupar as ruas e resistir a todo custo é o melhor caminho”, concluiu Adilson Araújo.

Fonte: CTB
Publicado em 03/08/2016

O Departamento Intersindical de Estudos e Pesquisas de Saúde e dos Ambientes de Trabalho (Diesat) realizará na cidade de São Paulo, dia 29 (vinte e nove) de julho, com início às 9h, o seminário Saúde do Trabalhador no contexto da Seguridade Social.

 

O objetivo é debater o financiamento e desestruturação do SUS, o mito do déficit da Previdência Social, os rumos da Política de Assistência Social e a judicialização das questões de Saúde do Trabalhador.

A atividade acontece no Auditório Dr. José Ademar (Av. Dr. Arnaldo, 351 - térreo) e as inscrições poderão ser feitas pelo e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Confira a programação (sujeita a alterações):

9hs Abertura

9h40 Análise de conjuntura

10h30 Desafios da Saúde do Trabalhador em tempos de perda de direitos

12h30 às 14hs Almoço

14h Seguridade Social em disputa: ofensiva do capital e luta de classe

17h00 Encerramento

Fonte: CTB
Publicado em 26/07/2016

Mais Artigos...

UA-480112034-1