; FENAFAR:: Federação nacional dos Farmacêuticos - Fenafar

Notícias por Categorias

Os farmacêuticos que ainda não acreditavam numa piora das condições e nas relações de trabalho após a Reforma Trabalhista precisam saber o quanto o cenário ainda promete retroceder. Pelo menos foi o que ficou claro na primeira reunião de negociação coletiva dos farmacêuticos de farmácias, drogarias e distribuidoras que foi realizada dia 17/04, na sede da Fecomércio.

A Federação Nacional dos Farmacêuticos esteve nesta sexta-feira, 20/04, em Campo Grande a pedido de um grupo de farmacêuticos para auxiliar na luta em defesa da liberdade sindical e dos direitos da categoria.

O Sindicato dos Farmacêuticos de São Paulo mostra em um gráfico bem objetivo as graves consequências que o fim da contribuição sindical e o enfraquecimento do sindicato pode trazer para a categoria. Veja abaixo.

O governo prepara um decreto para definir alguns trechos da reforma trabalhista. A iniciativa ocorre depois que a Medida Provisória 808, que alterava 17 pontos polêmicos da reforma, expirou nesta segunda-feira (23) sem ter sido aprovada pelo Congresso Nacional.

Mais de 7% da população brasileira, o que equivale a 14,83 milhões de pessoas, vivem em situação de pobreza. O dado, revelado em estudo da LCA Consultores, com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua, do IBGE, demostra que, entre 2016 e 2017, o índice de brasileiros nesta situação aumentou 11,2%.

A licença-maternidade de 180 dias, já praticada por empresas públicas e algumas privadas, está mais perto de ser uma realidade para todas as mulheres. Foi aprovado, nesta quarta-feira (4), na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado, o Projeto de Lei do Senado (PLS) 72/2017, que amplia o prazo da licença-maternidade de 120 para 180 dias.

A Advocacia-Geral da União (AGU) obteve, na Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), decisão unânime que permite a quebra da patente do medicamento Soliris, indicado para o tratamento de Hemoglobinúria Paroxística Noturna (HPN), rara doença que afeta o sistema sanguíneo.

Em entrevista à Fiocruz, o vice-presidente da Abrasco, José Sestelo, fala das propostas do setor privado para criar um novo sistema de Saúde. A ideia foi lançada em evento promovido pela Federação Brasileira de Planos de Saúde,  e  causou um rebuliço entre as entidades do Movimento Sanitário Brasileiro. Não sem razão.

O Ministério da Saúde publicou a Portaria nº 739/2018, que reduz valor pago para as farmácias credenciadas no Farmácia Popular. A decisão afetou o setor, que alega não poder vender os medicamentos a preços tão baixos. Conselheiros e conselheiras aprovaram recomendação para suspender portaria e também defenderam que os preços devem ser permanentemente monitorados.

Os cortes no Orçamento realizados desde 2015, mas muito aprofundados na gestão Michel Temer, atingiram em especial as mulheres. Em condição de maior vulnerabilidade que os homens, elas são as mais afetadas com a redução de verbas para políticas públicas em qualquer área.

As mulheres trabalham, em média, três horas por semana a mais que os homens, combinando trabalhos remunerados, afazeres domésticos e cuidados de pessoas.

Reportagem mostra como a coleta de dados pessoais pelas farmácias pode ser a ponta do iceberg de uma sinistra política que prejudica humanos e privilegia empresas.

ctbcntufndccnsubmcebesbaraoces

UA-480112034-1