; Saúde - Fenafar

Sidebar

1

O plenário do Conselho Nacional de Saúde (CNS) aprovou, na última sexta (05/07), recomendação contrária à venda de medicamentos em estabelecimentos comerciais não autorizados. O documento será encaminhado para o Senado Federal, recomendando aos parlamentares para não aprovarem o Projeto de Lei (PL) nº 3.589/2019, que permite a venda de drogas e insumos farmacêuticos em todos os tipos de comércio.

Em nome do lucro, governo e setor econômico colocam em risco a saúde da população e atacam direitos dos profissionais farmacêuticos. A Medida Provisória 881/2019 e o PL 3589/2019 acabam com a obrigatoriedade do farmacêutico nas farmácias e permitem a venda de medicamentos em supermercados e outros estabelecimentos comerciais.

Jerônimo Goergen: relator contou com ajuda do Ministério da Economia para fazer algumas das modificações na chamada "MP da Liberdade Econômica". Entre os itens incluídos estão o fim da obrigatoriedade do farmacêutico na farmácia e a venda de medicamentos em supermercados.

Mais Artigos...

UA-480112034-1