; Fenafar e Sindicato em ação - Fenafar

Sidebar

1

O Sindicato dos Farmacêuticos de São Paulo aprovou em assembleia, no último dia 11, sua refiliação à Fenafar. Depois de pouco mais de um ano de afastamento, o sindicato paulista volta a fazer parte da base da Federação Nacional dos Farmacêuticos, que passa a contar com 19 estados filiados.

 

Para o presidente do Sinfar-SP, Glicério Diniz Maia, os representantes da categoria presentes na assembleia discutiram e aprovaram o retorno. “Reconhecemos a importância da união entre as entidades farmacêuticas, e endendemos a importância de uma federação que congregue a força do movimento sindical de classe”.

Gilda Almeida, que é 1ª tesoureira do Sinfar e diretora de relações internacionais da Fenafar toda a discussão que levou tanto ao afastamento quanto ao retorno do sindicato de São Paulo “foi um processo rico de debate e amadurecimento político para todos. No final, todos saímos mais fortalecidos pelas reflexões realizadas e porque todos, tanto do sindicato quanto da Fenafar, primamos pela busca da unidade política. O sindicato de São Paulo é uma entidade forte e participar da Fenafar o fortalece ainda mais. Assim como a presença do sindicato de São Paulo só contribui para fortalecer as lutas gerais que a Fenafar, ao lado dos outros sindicatos filiados de todo o país, desenvolve em torno da valorização da categoria farmacêutica e da defesa da saúde pública e da soberania naciona”.

Ronald Ferreira dos Santos, presidente da Fenafar, também considera que a riqueza deste processo foi a busca da unidade. “Esta é uma marca da Fenafar. Sabemos que há diferenças entre todos nós, mas é no debate, no diálogo sempre respeitoso e com o olhar no interesse da categoria que vamos superar as diferenças para, unidos, termos conquistas efetivas para todos os farmacêuticos. Juntos somos mais fortes”, lembrou Ronald.

Da redação

Publicado em 18/02/2016

Assembleia convocada pelo Sinfarma, na última quinta-feira, 11, teve a participação de 105 farmacêuticos da rede Extrafarma para avaliar a proposta de Acordo Coletivo elaborada pela diretoria da empresa.

 

Na oportunidade, a proposta apresentada de reajuste salarial de 32% referente a 3 anos de salário "congelado" e a composição de jornada de trabalho de 44 horas semanais, sob regime de escala de 5 dias por 1, foi recusada por unanimidade pelos trabalhadores.

A assembleia entendeu que a jornada de 40 horas semanais deva ser plenamente mantida, conforme estabelecido pela Convenção Coletiva de Trabalho, e que uma contra-proposta mantendo o reajuste de 32% proposto pela empresa, porém com manutenção da jornada de 40 horas, deva ser apresentada.

O SINFARMA continuará prezando pelo diálogo com a empresa na busca pelo trabalho decente, valorização do farmacêutico e preservação da jornada de trabalho de 40 horas, conquista histórica da categoria.

 

Fonte: Sinfarma
Publicado em 15/02/2016

Foi realizada nesta terça-feira, 02, na sede do Sinfarmig em Belo Horizonte, a primeira assembleia do setor de Farmácias, Drogarias e Distribuidoras - Campanha Salarial 2016. Foram discutidas várias cláusulas da pauta de reivindicações que está sendo construída com a participação de farmacêuticos de todo o estado.

 

Atenção: O Sinfarmig continua recebendo sugestões de pauta. Elas devem ser enviadas para o e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. As sugestões devem ter caráter de reivindicações coletivas que se encaixam no âmbito da Convenção Coletiva de Trabalho e poderão ser enviadas até o dia 19/02/16.

Confira algumas das reivindicações recebidas dos colegas farmacêuticos:

  • Piso salarial no valor de R$4.000,00 para 40h
  • Adicional de 10% para o RT
  • Hora extra de 200% aos domingos e feriados
  • Adicional de insalubridade de 20% sobre o salário base
  • Conta salário (Pagamento obrigatório em depósito bancário)

O documento final, com todas as reivindicações recebidas por e-mail e as discutidas nas assembléias de Belo Horizonte, Divinópolis e Ipatinga - a serem realizadas ao longo do mês de fevereiro - será encaminhado ao sindicato patronal, Sincofarma/MG para ser negociado.

Lembrando que a data-base do setor de Farmácias, Drogarias e Distribuidoras é março, mês a partir do qual passam a vigorar as novas condições de trabalho e salário negociadas pelo sindicato profissional e o patronal.

Neste momento, é hora de apontar queixas e sugestões para que o Sinfarmig possa apresentá-la aos empregadores.

Datas das Assembléias:

Belo Horizonte: 02/02/116 - às 18h30, em primeira convocação, na sede do Sinfarmig: Rua Tamoios, nº 462, 12º andar, sala 1205 - Centro, BH

Divinópolis: 17/02/16 - às 19h30, em primeira convocação, no anfiteatro da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUSA): Rua Minas Gerais, 900 - andar térreo – Centro, Divinópolis

Ipatinga - 19/02 às 18h / Local: Auditório da Prefeitura de IPatinga - Avenida Maria Jorge Selim de Sales, 100, Centro

Fonte: Sinfarmig
Publicado em 04/02/2016

Mais Artigos...

UA-480112034-1