; Fenafar e Sindicato em ação - Fenafar

Por determinação do Conselho Regional de Enfermagem (Coren), os enfermeiros da Secretaria Municipal de Saúde da Capital estão proibidos de dispensar medicamentos nas farmácias das unidades de saúde. A decisão segue lei federal que proíbe qualquer outro profissional de saúde, que não um farmacêutico, de dispensar medicamentos a pacientes — ato que inclui a entrega dos medicamentos e orientações sobre uso e reações adversas.

 

O Sindicato dos Farmacêuticos do Rio Grande do Sul (Sindifars) está acompanhando e participando de todas as discussões sobre o assunto para que a situação se resolva da melhor maneira possível para sociedade, farmacêuticos e enfermeiros. Nesta quarta-feira (2/3), o presidente, a vice e a diretora do Sindifars, Masurquede Coimbra, Debora Melecchi e Célia Chaves, respectivamente, participaram da reunião do Coren-RS, juntamente a outras entidades. Durante o encontro, a diretoria do Sindifars reafirmou que a gestão municipal tem, por obrigação, apresentar alternativas para que a população volte a ter acesso aos medicamentos nas unidades básicas de saúde. Contudo, o gestor municipal não propôs nenhuma solução que resolva o problema.

Apesar de o assunto ganhar repercussão somente agora, a partir da decisão do Coren, o problema já é bastante conhecido pelo Sindifars, que atua nessa luta há anos, participando do Conselho Municipal de Saúde da capital e do grupo de trabalho sobre assistência farmacêutica de Porto Alegre.

A política de assistência farmacêutica é pauta constante do Sindifars, que tem participado ativamente destas discussões e com ações concretas para valorizar o trabalho do farmacêutico e garantir o direito de todo cidadão brasileiro de usufruir de uma assistência farmacêutica de qualidade. O Sindifars destaca a importância de, em 2003, ter sido realizada a 1ª Conferência de Assistência Farmacêutica e Política de Medicamentos, colocando o assunto e apontando as necessidades do controle social.

Em 2014, o sindicato apoiou a realização da Oficina de Avaliação dos 10 anos da Política Nacional de Assistência Farmacêutica e, em 2015, o encontro preparatório dos farmacêuticos para a 15ª conferência nacional de saúde. Estas atividades foram promovidas pela Escola Nacional dos Farmacêuticos e pela Federação Nacional dos Farmacêuticos. A discussão da Política de Assistência Farmacêutica e as ações são necessárias para que o farmacêutico, juntamente aos demais trabalhadores de saúde, atenda às demandas da população brasileira.

O Sindifars ingressou no Ministério Público Estadual para discutir uma politica de assistência farmacêutica para POA, em 2013.

Naa quinta-feira (3/3), o Conselho Municipal de Saúde de Porto Alegre fez uma plenária sobre o tema e o Sindifars fez intervenções sobre a dispensação de medicamentos e a situação na capital gaúcha.

Vereadora se posiciona em apoio

Vereadora Jussara ConyA vereadora Jussara Cony (PCdoB) abordou a decisão do Conselho Regional de Enfermagem. Jussara, que é farmacêutica, colocou que a atuação de ambas as categorias é baseada em leis federais que são fruto das lutas destes profissionais. Neste sentido, a vereadora destacou a posição adotada pelo Conselho Regional de Farmácia do Rio Grande Sul que, entre outras coisas, coloca: “A dispensação abrange o processo de orientação por um profissional habilitado e com conhecimento técnico para interpretar, por exemplo, possíveis interações medicamentosas e reações adversas, correto uso dos medicamentos, avaliação da prescrição e contato com outros profissionais prescritos para buscar o melhor tratamento e adesão”.

Jussara destacou durante o seu discurso, trecho de nota Sindicato dos Farmacêuticos do Rio Grande do Sul em apoio à decisão do Coren (Leia abaixo). Para a vereadora, “deslocar o profissional de enfermagem para uma atribuição que é do farmacêutico é precarizar o importante atendimento da enfermagem na assistência aos usuários , além de não reconhecer o significado do profissional farmacêutico na dispensação, que significa o uso correto dos medicamentos”.

Por fim, Jussara disse que “este é o momento da gestão municipal, atentando para o papel destas duas profissões e o seu significado nas equipes multidisciplinares, garantir que a população de Porto Alegre seja atendida com qualidade tanto na assistência farmacêutica, próxima de seu lugar de moradia, quanto na assistência de enfermagem, respeitando, assim, o significado dessas duas profissões”.

Sindifars em defesa da Assistência Farmacêutica

O Sindifars se manterá atento ao desenrolar deste assunto, cobrando atitude da gestão municipal, acompanhando a valorização do trabalho do farmacêutico e apoiando que a população possa ter acesso aos medicamentos, que vai além de ter o mesmo na farmácia. Mas sim possa utilizar o medicamento com todas as orientações e monitoramento do seu uso, que inclui o trabalho conjunto com demais trabalhadores de saúde.

Leia a nota que Sindifars emitiu sobre o assunto

Nota de Apoio do SINDIFARS à Resolução do COREN RS

O Sindicato dos Farmacêuticos no estado do Rio Grande do Sul (SINDIFARS) vem por meio deste apoiar a resolução que o COREN RS publicou e que determina a proibição dos profissionais de enfermagem do RS, venham a dispensar medicamentos em farmácias públicas do RS. O ato da dispensação e Atenção Farmacêutica é privativo do profissional farmacêutico.

Em específico ao município de Porto Alegre, o SINDIFARS, que há mais de 15 anos, tem assento no plenário do Conselho Municipal de Saúde de Porto Alegre, tendo já sido membro inclusive de sua mesa diretora, integrado diversos grupos de trabalho e atualmente compondo a Comissão de Assistência Farmacêutica, por diversas vezes alertou a pelo menos todos os últimos três secretários de saúde, que a SMS não atendia a Política Nacional de Assistência Farmacêutica em sua essência.

Que apesar de nos dois últimos meses ter nomeado 20 profissionais farmacêuticos de seu último concurso, continuava de forma precarizada contratando profissionais farmacêuticos de forma terceirizada para seus hospitais e farmácias distritais, profissionais estes que não receberam de forma correta seus vencimentos e verbas indenizatórias, já denunciadas ao Pleno do próprio Conselho Municipal de Saúde.

Exigia por fim, que seus profissionais de enfermagem fossem os responsáveis pela dispensação de medicamentos, em seus mais de 100 dispensários de medicamentos espalhados pela cidade de Porto Alegre, muitas vezes sem as menores condições de trabalho, que muitas vezes não por vontade desse profissional, oportunizava assim, a perda de recursos públicos e mau atendimento da população.

O profissional de enfermagem é um profissional extremamente qualificado e preparado para o cuidado, o acolhimento e procedimentos de socorro ao paciente. Mas a dispensação do medicamento é ato privativo do Farmacêutico, profissional preparado de forma integral para o atendimento da população.

A população de Porto Alegre tem o direito de ser atendida o mais próximo de sua residência por todos os serviços de saúde, assim deve ter pelo menos uma farmácia adequada a suas necessidades dentro de seu próprio bairro, para continuar a receber seu medicamento, sem precisar se deslocar às poucas farmácias distritais existentes.

A profissão farmacêutica agradece e apoia a resolução do COREN RS. Assim a sociedade poderá, num futuro, ter um atendimento de enfermagem melhor e a sua dispensação de medicamentos com um Farmacêutico, profissional este preparado para dar uma orientação sobre o Uso Racional dos Medicamentos.

Masurquede de A. Coimbra

Presidente do SINDIFARS

 

O Sindicato dos Farmacêuticos de Roraima está de diretoria nova. A posse da nova gestão, que tem mandato de 3 anos, aconteceu nesta quarta-feira (2), na sede da CUT.

 

A eleição da nova diretoria aconteceu no dia 16 de fevereiro. Duas chapas disputaram as eleições. A chapa 1 “Progresso” foi eleita para conduzir o sindicato e o novo presidente é o farmacêutico Carlos Alberto Gomes.

Participaram da posse a diretora regional Norte da Fenafar, Cecília de Oliveira, o presidente da CUT-RR, Roberto Rosas, Jailson representando o Conselho Regional de Farmácia, o ex-presidente do Sinfarr, Nivaldo Holanda e o atual presidente Carlos Gomes. Também ficou aprovado na solenidade que a diretora Angélica Aniele ficará responsável por representar o sindicato junto à Fenafar.

Carlos Alberto agradeceu a todos e todas que participaram do processo e em especial ao empenho e a seriedade da Comissão eleitoral, bem como a maturidade e empenho demostrados pelos colegas que disputaram conosco esse pleito. Veja abaixo entrevista com o novo presidente.

Cecília de Oliveira destacou “que o momento da posse é a consagração de um trabalho. E vocês fizeram um trabalho com unidade, para conseguir ser eleitos. Toda a diretoria tem que se envolver para trabalhar em prol da categoria, para agora encaminhar os compromissos firmados no processo eleitoral. E um dos desafios é conduzir os processos de negociação com o setor patronal, o que exige diálogo e o envolvimento de todos. A Fenafar está torcendo e desejando sucesso nesta nova jornada, e estará disponível para apoiar o sindicato no que for preciso para contribuir com as lutas da categoria e com o processo de organização do sindicato”.

O presidente da CUT, Roberto Rosas falou da sua satisfação de sediar a posse “de uma nova diretoria de um sindicato tão importante para o nosso Estado que é o dos farmacêuticos. E em particular esta festa estar se realizando aqui na nossa casa, na sede da CUT. Sabemos das dificuldades que os sindicatos têm enfrentado para organizar suas categorias. Mas é importante que nós como trabalhadores, como representantes e dirigentes sindicais saibamos do nosso papel. Se eu sou trabalhador eu tenho que defender o meu direito como trabalhador”.

Roberto falou das conquistas obtidas com a democratização do país e com a Constituição para a luta dos trabalhadores. E registrou que apesar de termos avançado muito, há ainda muito a ser conquistado e, por isso, a importância do fortalecimento do Sindicato. E dirigiu uma mensagem direta para os trabalhadores não sindicalizados, chamando-os a se sindicalizar para fortalecer a luta da categoria. “Quem faz um sindicato forte não é a sua diretoria só, mas é a categoria unida em torno de suas bandeiras”, disse.

Nivaldo Holanda, ex-presidente do Sinfarr, desejou boa sorte para a nova diretoria do sindicato e disse ter a certeza do dever cumprido. “Estabelecemos as mesas de negociação do SUS no município e no Estado. Com muita luta para garantir o seu funcionamento”, lembrou. Nivaldo que se licençou da gestão para assumir uma função no governo, destacou que a nova diretoria precisa aprimorar ainda mais o trabalho em defesa da categoria e fez um alerta: “O nosso trabalho em defesa da categoria não se resume à luta salarial, nossa luta visa a qualidade de vida do trabalhor, e o bem da sociedade, porque o nosso trabalho está diretamente relacionado à qualidade do atendimento à saúde. Eu desejo boa sorte aos companheiros que estão assumindo a diretoria. Estarei sempre à disposição para ajudar no que for necessário”.

Angélia Aniele, que é diretora da Fenafar e do sindicato, destacou que a composição da atual diretoria foi muito bem elaborada. “Carlos que é nossa atual presidente já trabalhava conosco e era o diretor assistencial do sindicato. Temos na diretoria profissionais da rede pública e privada, que conhecem bem a realidade da categoria”.

Palavra do novo presidente

Em entrevista ao site da Fenafar, Carlos Gomes destacou que as eleições do sindicato “ocorreram de maneira pacífica e sem incidentes. Foi a primeira vez que houve duas chapas disputando as eleições desde a ratificação do sindicato em 2003. O mais complicado foi a questão da organização da eleição. Tivemos uma importante ajuda da CUT e da Fenafar. Sem essa ajuda teria sido muito difícil organizar as eleições”.

A principal plataforma da Chapa 1, segundo Carlos, foi a “reestruturação da entidade, de dar uma imagem, uma cara, um novo valor para o sindicato e esta é a nossa meta neste mandato”.

Ele avalia que as eleições foram importantes para a comunidade farmacêutica. “Porque no momento em que organizamos e divulgamos as eleições, os farmacêuticos começaram a participar, conhecer as propostas das chapas. A concorrência e o debate elevou o patamar do sindicato. O nosso maior desafio, agora, é trazer mais filiados para que possamos fazer uma gestão mais participativa, regularizar o sindicato junto ao ministério do trabalho, conquistar a nossa carta sindical, organizar administrativamente o sindicato, ele tem que ser funcional e ser um lugar de trabalho. Além disso, temos o desafio de buscar uma sede própria. A CUT nos acolheu, temos um local para trabalhar mas temos que ter nossa casa”, afirma o novo presidente do Sinfarr.

Atualmente há cerca de 600 farmacêuticos cadastrados no Conselho Regional de Farmácia e o sindicato conta com 72 associados. Uma das metas da nova diretoria é chegar a 200 profissionais sindicalizados.

Conheça a nova diretoria

CARLOS ALBERTO

ANGÉLICA ANIELE

ROSILANE REIS

PAULO PINHEIRO

ROSEMIRIAM MOSCATO

HUMBERTO NOGUEIRA

ALBERTO WAGNER

JAINA KARINE

JOAQUIM PAZ

HILDETE DE OLIVEIRA

EDILSON CÂNDIDO

ITAMAR NUNES

NIVALDO SÁ

Da redação
Publicado em 03/03/2016

O Sinfar-SP inicia nesta semana a sua campanha salarial 2016. Assembleias em várias regiões da cidade reunirão farmacêuticos para discutir as propostas de pautas que serão apresentadas aos setores empresariais.

 

Sorocaba – Assembleia Geral Extraordinária do Comércio Varejista e Atacadista

Data: 02 de março de 2016

Horário: 19h00

Local: Universidade de Sorocaba - UNISO

Endereço: Rodovia Raposo Tavares - KM 92,5 - Sorocaba – SP

 

Votuporanga/Fernandópolis – Assembleia Geral Extraordinária do Comércio Varejista e Atacadista

Data: 02 de março de 2016

Horário: 19h00

Local: Fundação Educacional de Fernandópolis - FEF

Endereço: Avenida Teotônio Vilela, s/n - Campus Universitário - Fernandópolis – SP

 

São José do Rio Preto – Assembleia Geral Extraordinária do Comércio Varejista e Atacadista

Data: 03 de março de 2016

Horário: 19h00

Local: Centro Universitário de Rio Preto - UNIRP

Endereço: Rua Ivete Grande Atique, 45 - Boa Vista, São José do Rio Preto – SP

 

Santos – Assembleia Geral Extraordinária do Comércio Varejista e Atacadista

Data: 07 de março de 2016

Horário: 19h00

Local: Universidade Católica de Santos - UNISANTOS - Auditório 213

Endereço: Avenida Conselheiro Nébias, 300 - Vila Matias, Santos – SP

 

Osasco – Assembleia Geral Extraordinária do Comércio Varejista e Atacadista

Data: 09 de março de 2016

Horário: 19h00

Local: Universidade Anhanguera

Endereço: Avenida dos Autonomistas, 1325 - Vila Yara, Osasco – SP

 

Presidente Prudente – Assembleia Geral Extraordinária do Comércio Varejista e Atacadista

Data: 09 de março de 2016

Horário: 19h00

Local: Hotel Aruá

Endereço: Avenida Coronel José Soares Marcondes, 1111 - Centro, Presidente Prudente – SP

 

Marília – Assembleia Geral Extraordinária do Comércio Varejista e Atacadista

Data: 10 de março de 2016

Horário: 19h00

Local: Hotel Tenda

Endereço: Rua Sete de Setembro, 35 - Centro, Marília – SP

 

São José dos Campos – Assembleia Geral Extraordinária do Comércio Varejista e Atacadista

Data: 16 de março de 2016

Horário: 19h00

Local: Hotel Dann Inn

Endereço: Avenida Doutor João Guilhermino, 287 - Centro, São José dos Campos- SP

 

Caraguatatuba - Assembleia Geral Extraordinária do Comércio Varejista e Atacadista

Data: 15 de março de 2016

Horário: 09h30

Local: Sincomerciários

Endereço: Avenida Frei Pacífico Wagner, 260 - Centro, Caraguatatuba- SP

 

Fique de olho e participe. Acompanhe a agenda completa no site do Sinfar-SP

Mais Artigos...

Artigos

UA-480112034-1