; Fenafar e Sindicato em ação - Fenafar

Nesta quinta-feira, 17 de março, o Sindicato dos Jornalistas de Pernambuco iniciou as atividades que marcam as comemorações dos 50 anos do Sindicato. A atividade aconteceu no auditório do Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco e reuniu uma grande quantidade de farmacêuticos e estudantes de farmácia para prestigiar a palestra dada pelo professor Dr.Divaldo Lyra Jr.

A atividade foi coordenada pela diretora do sindicato Maria José e contou com a participação dos também diretores do sindicato Rodrigo Vasconcelos de Sales e Marise Amara, além da presidente da CRF-PE Gisêlda Lemos.

Fonte: Sinfarpe
18/03/2016

Reunida em Campinas, a diretoria da Federação Nacional dos Farmacêuticos manifesta a sua preocupação com os episódios de intolerância manifestados em pichações em sedes de partidos políticos e de entidades do movimento social, como o acontecido na madruga do dia 13 contra a União Nacional dos Estudantes. Aproveita, também, para rechaçar toda e qualquer atitude que atente contra os direitos constitucionais de organização sindical e social e contra a liberdade de expressão, como a invasão, pela polícia militar de São Paulo, da sede do Sindicato dos Metalúrgicos em Diadema no dia 12 de março.

A Federação Nacional dos Farmacêuticos é uma entidade com 42 anos de luta em defesa da democracia. Cultivamos na nossa trajetória de luta o zelo pela democracia e pela unidade interna, realizando periodicamente nossos congressos e outros fóruns deliberativos que aprovam as resoluções que guiam a atuação da diretoria da entidade. Assim aconteceu em nosso último Congresso, realizado em Cuiabá, onde aprovamos resoluções que colocam a Fenafar na luta contra qualquer tentativa de golpe ao Estado Democrático de Direito, contra os direitos sociais e trabalhistas conquistados pela luta do povo brasileiro, contra o avanço do conservadorismo que coloca em xeque os avanços civilizatórios obtidos em nosso país.

Em momentos de intensa polarização política e de aprofundamento da crise econômica, a Fenafar não se furta de declarar publicamente qual sua posição neste intrincado tabuleiro da conjuntura política brasileira. E nossa posição é respaldada pelas decisões dos farmacêuticos e farmacêuticas no 8º Congresso da Federação. (link para as resoluções). Com destaque para:

29. Defender o Estado Democrático de Direito socialmente referenciado, com respeito à cidadania, à dignidade humana e à soberania do Brasil.

30. Enfrentar com coragem e ousadia a onda conservadora de cunho fascista que ressurge alimentada pelo ódio, o preconceito e a intolerância, valorizando os princípios fundamentais do mundo do trabalho, da solidariedade, a paz e o respeito à dignidade humana.

31. Lutar contra a ofensiva conservadora que está em curso, em especial no Congresso Nacional, denunciando tentativas de aprovação de projetos de leis que atentem contra o Estado laico, os direitos trabalhistas, a autonomia sindical, direitos da juventude, direito dos idosos, direitos humanos, a participação popular, o SUS público, a demarcação de terras indígenas e outros povos tradicionais, os direitos dos LGBT e outros segmentos sociais, e demais conquistas populares.

32. Defender intransigentemente a democracia e a soberania do voto popular, repudiando tentativas de setores da sociedade, apoiados pela grande mídia, que querem impor o impeachment ao mandato da presidenta Dilma.

Por isso, a Fenafar convoca a todos e todas para se somarem à luta da defesa da democracia, contra o golpe, contra as políticas que retiram direitos dos trabalhadores e em defesa da soberania e a indústria nacional.

 

Campinas, 12 de março de 2016

Através de documento protocolado na Superintendência Regional do Trabalho pelo Sindicato dos Farmacêuticos do Estado da Paraíba foi realizada uma Mesa Redonda na SRT com Rede de Drogarias Drogasil.

A assessoria jurídica através de Alex Neyves e os diretores Sérgio Luis e Hariad Morais colocaram todos as situações registradas no SIFEP com relação a direitos trabalhistas e também processo de trabalho dos profissionais farmacêuticos.

O mediador estabeleceu prazos para a comprovação de defesa. "Desde que a empresa se instalou na Paraíba que temos registrado insatisfações por parte dos trabalhadores que exercem sua função nesta rede. Para isto buscamos os meios legais em defesa do trabalhador farmacêutico. Esperamos que o canal de discussão tenha sido positivo e as modificações sejam cumpridas”, comentou a vice-presidente Hariad Morais.

Fonte: Sifep
Publicado em 15/03/2016

Mais Artigos...

Artigos

UA-480112034-1