; Sinfarpe recebe representantes da Permanente e trata de várias denúncias contra a rede - Fenafar

Sidebar

1

Sinfarpe recebe representantes da Permanente e trata de várias denúncias contra a rede

Fenafar e Sindicato em ação

Uma reunião entre representantes das Farmácias Permanente e a diretoria do Sinfarpe, na última segunda-feira, 04, tratou de várias denúncias realizadas por farmacêuticos da rede ao sindicato.

A conversa foi solicitada pela própria empresa, representada pela Gerente de Recursos Humanos, Danielle Cerqueira, e a analista de Recursos Humanos, Érica Domingos. A reunião aconteceu no Sinfarpe com a presença da presidente Veridiana Ribeiro, o advogado da entidade, Josenildo Araújo, e a coordenadora do sindicato, Andréa Alcântara.

As reclamações tratadas foram: a questão dos 15 minutos do intervalo intrajornada (dos farmacêuticos com carga horária de 30 horas/semanais), a carta de advertência entregue aos profissionais devido aos medicamentos e cosméticos vencidos, demissões em série, o pagamento atrasado do vale-alimentação, o descumprimento da Lei 13.021/2014 (lojas sem a presença de farmacêuticos na abertura e fechamento), descaracterização do intervalo intrajornada do farmacêutico substituto (sendo este usufruído no início da jornada) e necessidade de contratação de mais profissionais para suprir o atendimento à população.

Após ouvir todas as queixas apresentadas pela presidente do Sinfarpe, as representantes da rede esclareceram a questão dos 15 minutos do intervalo intrajornada e a entrega da carta de advertência. Em relação à falta de profissionais na abertura e fechamento dos estabelecimentos, do intervalo intrajornada em horário impróprio e o vale-alimentação, a empresa comprometeu-se em resolver os problemas o mais rápido possível e dar um retorno breve ao sindicato. Sobre as demissões, elas explicaram se tratar de reestruturação da empresa, com renovação do quadro efetivo.

Na reunião, as representantes da Permanente apresentaram ao sindicato uma Declaração de Atividade Profissional (DAP), um meio de contratar profissionais feristas de forma autônoma, que a empresa adota, mas a ideia foi repudiada pela presidente do sindicato, a qual considerou o sistema de contratação, embora assegurado pela reforma trabalhista, uma grande desvalorização do profissional.

No geral, a reunião foi esclarecedora e aconteceu tranquilamente, na avaliação de Veridiana que espera ser comunicada o mais breve possível do fim de todos os problemas elencados.

Fonte: Sinfarpe
Publicado em 12/11/2019

UA-480112034-1