; PB: Sindicato realiza grande ato em frente ao TRT e remarca audiência de conciliação - Fenafar

Sidebar

1

PB: Sindicato realiza grande ato em frente ao TRT e remarca audiência de conciliação

Fenafar e Sindicato em ação

Um número expressivo de farmacêuticos esteve presente na sede do Tribunal Regional do Trabalho – TRT da 13ª Região, em João Pessoa, nesta segunda-feira (14/10) para acompanhar a Primeira Audiência de Conciliação do Dissídio Coletivo 2018/2019 entre o Sindicato dos Farmacêuticos do Estado da Paraíba – SIFEP-PB e o Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos de João Pessoa - SINDIFARMA –JP.

Devido um lapso temporal do TRT/PB na emissão da notificação do Sindifarma-JP, a audiência não ocorreu e foi remarcada para o dia 29/10. 

Apesar de não sido realizada em sua plenitude, os mediadores do TRT/PB na audiência ressaltaram que quase todas as cláusulas do Dissídio Coletivo já estão negociadas, restando apenas à definição em relação à jornada de trabalho semanal, que a categoria e o Sifep não abrem mão de continuar 40 (quarenta) horas e o Sindifarma-JP quer alterar para 44 (quarenta e quatro) horas semanais, o que não será aceito, uma vez que representa perdas salariais.

Um outro ponto que merece destaque é a quantidade de farmacêuticos e farmacêuticas que compareceram ao TRT/PB para unir forças o Sifep para que não se efetive a retirada de direitos, e isto só será possível com a categoria cada vez mais unidade e participativa.

A Presidente do Sifep, Hariad Morais, aproveitou a oportunidade para conclamar os farmacêuticos presentes a convidarem outros colegas a se filiarem ao Sifep para que as ações sindicais em defesa da categoria possam continuar, caso contrário, devido ao orçamento deficitário, o Sindicato não terá mais condições de funcionar e precisará fechar as portas.

“Só os farmacêuticos podem evitar que as atividades do Sifep sejam encerradas. Desta forma, é preciso, cada vez mais, a participação e, sobretudo, a filiação ao Sindicato dos Farmacêuticos do Estado da Paraíba para que a luta em defesa da categoria continue. Não podemos deixar que um trabalho de 40 anos em prol dos farmacêuticos seja interrompido”, ressaltou o vice-presidente Sérgio Luís.

Fonte: Sifep
Publicado em 17/10/2019

UA-480112034-1