; Fenafar e Sindicato em ação - Fenafar

No início da noite desta terça-feira, a Diretoria do Sindicato dos Farmacêuticos do Maranhão (SINFARMA), composta pelo Presidente Carlos Toledo, pelo vice-presidente Raiflan Matias e pelo Diretor Luciano Mamede, que também é Diretor de Formação Sindical da Federação Nacional dos Farmacêuticos (FENAFAR), reuniu-se com o Secretário Adjunto da Política de Atenção Primária e Vigilância em Saúde do Maranhão, Dr. Luís Marcelo Vieira Rosa, para discutir acerca de demandas farmacêuticas em prol da saúde pública, assistência farmacêutica e do uso racional de medicamentos.

Na pauta da reunião estava o debate sobre o cumprimento da Lei Federal 13.021/14, o combate aos estabelecimentos ilegais e a realização de concurso pública para fiscal sanitário.

Na oportunidade, o SINFARMA entregou ao Secretário um documento solicitando a intensificação das ações e colaboração do governo do Estado na realização de estratégias sanitárias, sendo as principais:

1 - Orientação para que os gestores dos municípios maranhenses exijam e fiscalizem as farmácias e estabelecimentos de saúde quanto ao cumprimento da Lei Federal 13.021/14 que trata da Farmácia Estabelecimento de Saúde, com foco na assistência plena e contratação de farmacêuticos Responsáveis Técnicos;

2 - Combate às farmácias ilegais e venda de medicamentos falsos no estado;

3 - Realização de concurso público para fiscais sanitários farmacêuticos, atendendo ao disposto no decreto federal 85.878/81, que estabelece a fiscalização sanitária de estabelecimentos farmacêuticos como atribuição exclusiva do farmacêutico.

O Secretário Marcelo Rosa se dispôs a avaliar juntamente com o Secretário de Saúde do Estado as solicitações e se manteve à disposição para ouvir e buscar atender o SINFARMA nas demandas em prol da sociedade maranhense, da saúde pública e do uso racional dos medicamentos.

Fonte: Sinfarma/MA
Publicado em 08/06/2016

No dia 11 de junho, sábado, o Sindicato dos Farmacêuticos no Estado de São Paulo (Sinfar-SP), realizará o Seminário Fosfoetanolamina em Debate. O evento contará com especialistas e convidados para debater o uso da substância no tratamento do câncer no Brasil.

O Seminário Fosfoetanolamina em Debate acontecerá no Hotel Excelsior, na Avenida Ipiranga, 770 - Centro, próximo ao metrô República, das 8h às 14h. A programação do evento tem as participações confirmadas do Dr. Durvanei Augusto Maria, do Dr. Otaviano Mendonça Ribeiro, do Dr. Arthur Cássio de Lima Luna e da Drª. Larissa Kim Higashi Carvalho.

Além disso, o debate será finalizado com uma mesa redonda com a participação de convidados também envolvidos com o uso da fosfoetanolamina no país. Serão abordados temas como as irregularidades na produção da substância e seus prejuízos à saúde dos pacientes, os trâmites jurídicos para sua obtenção e depoimentos de pacientes que utilizaram a fosfoetanolamina.

As inscrições devem ser realizadas pelo telefone (11) 3255-0588 ou pelo email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. com Aline Almeida.

Confira abaixo a programação do Seminário Fosfoetanolamina em Debate:

8h – Credenciamento dos inscritos e Coffee break

9h – Síntese da Caracterização físico-química da fosfoetanolamina – Dr. Otaviano Mendonça Ribeiro Filho

10h – Mecanismos de ação do fosfolipídio antitumoral fosfoetanolamina sintética – Dr. Durvanei Augusto Maria

10h30 – Potencial antitumoral da nanoformulação da fosfoetanolamina sintética – Dr. Arthur Cássio de Lima Luna

11h – Avaliação do potencial antitumoral da fosfoetanolamina em carcinoma oral – Drª. Larissa Kim Higashi Carvalho

11h30 – Mesa de Debate – mediação: Dr. Durvanei Augusto Maria

14h – Encerramento

Serviço - Seminário Fosfoetanolamina em Debate

Data: 11 de junho de 2016

Horário: Das 8h às 14h

Local: Hotel Excelsior

Endereço: Avenida Ipiranga, 770 – República – São Paulo, SP – próximo ao metrô República

Inscrições: Aline Almeida - (11) 3255-0588

Entrada Gratuita

Fonte: Sinfar/SP
Publicado em 07/06/2016

O Sinfar-SP presta informações à Procuradoria Regional do Trabalho após denúncia de farmacêuticos das Drogarias da rede de Hipermercados Extra (Cia. Brasileira de Distribuição) sobre condutas da empresa. A Procuradoria investiga a denúncia de que a jornada de trabalho semanal ultrapassa o limite imposto pela Lei, de 44 horas, e ainda de que não há a remuneração das horas extraordinárias. O sindicato colabora com as investigações, apresentando a relação de processos ajuizados e em andamento contra a empresa pelo Sinfar-SP, entre outras informações.

O Sinfar-SP também denuncia o não cumprimento da NR 17, item 17.3.5 e a cláusula 54 da Convenção Coletiva de Trabalho, que prevê pausas regulares para farmacêuticos que exercem suas atividades em pé e a não remuneração de insalubridade, uma vez que a farmácia é enquadrada como estabelecimento de saúde sujeita à NR-32, por força da Lei 13.021/14.

Se você trabalha na Drogaria Extra, pode contribuir para o processo em andamento, ao relatar suas condições de trabalho e jornada exercida pelo e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Os relatos devem conter nome completo e unidade em que trabalha. As informações serão mantidas em sigilo para preservar o trabalhador.

Fonte: Sinfar/SP
Publicado em 07/06/2016

Mais Artigos...

Artigos

UA-480112034-1