; PE: CCT para distribuidoras e importadoras é homologada pelo MTE - Fenafar

PE: CCT para distribuidoras e importadoras é homologada pelo MTE

Fenafar e Sindicato em ação

A Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) dos farmacêuticos que atuam no segmento de Distribuidoras e Importadoras no Estado foi homologada pelo Ministério do Trabalho e Emprego. A validação passou a ser bienal, ficando com vigência para o período 2018/2020.

O reajuste foi de 1,35%, e embora tenha sido abaixo do INPC, foi uma conquista para a categoria e uma vitória para o Sinfarpe, já que o patronato insistia em oferecer 0% de aumento aos profissionais. A grande vitória foi em relação à Responsabilidade Técnica, que saiu de 10% para 15%.

O aumento neste percentual representa ganho real para os farmacêuticos do setor, que recebem pela gratificação RT. Outra conquista importante foi no vale-alimentação. “Obtivemos ganho real, uma vez que o valor para quem trabalha 6 horas saiu de R$ 25,00 para R$ 26,00, e para quem trabalha superior a esta jornada, saiu de R$ 30,00 para R$ 31,00. O Sinfarpe conseguiu o incremento de R$ 1,00 sobre os valores. O aumento é discreto, mas foi válido. O ganho foi maior que o INPC do período. Caso não brigássemos, o aumento seria apenas de centavos", lembrou Veridiana Ribeiro, presidente do sindicato.

Outros ganhos para a categoria foram: a permanência das homologações no sindicato, o aumento da garantia de estabilidade para aposentadoria de 12 para 24 meses e a manutenção de outras cláusulas importantes que existiam na CCT anterior. “O reajuste concedido pode não ser o esperado pelos profissionais, muito menos o que foi defendido pelo sindicato, mas os patrões foram seguros e difíceis no processo de negociação. Usaram como desculpas o momento econômico pelo qual passa o país e as novas regras da reforma trabalhista para a defesa de seus interesses. Houve um grande empenho do Sinfarpe para conseguir o aumento negociado”, esclareceu Veridiana Ribeiro.

A Convenção Coletiva de Trabalho de Distribuidoras e Importadoras 2018/2020, completa, pode ser acessada no site do sindicato: www.sinfarpe.org.br. Clique e confira.

Fonte: Sinfarpe
Publicado em 12/07/2018

 

Artigos

UA-480112034-1