; Sinfarpe vai judicializar rede independente por descumprimento da CCT - Fenafar

Sinfarpe vai judicializar rede independente por descumprimento da CCT

Fenafar e Sindicato em ação

Após três reuniões com representantes da Rede de Farmácias Independente, o Sindicato dos Farmacêuticos no Estado de Pernambuco (Sinfarpe) decidiu judicializar a empresa para o cumprimento da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) 2016/2017.

Após três reuniões com representantes da Rede de Farmácias Independente, o Sindicato dos Farmacêuticos no Estado de Pernambuco (Sinfarpe) decidiu judicializar a empresa para o cumprimento da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) 2016/2017.

No último encontro, ocorrido terça-feira, dia 1º, sem êxito, a empresa manteve o argumento de que não se enquadra no rol de grande porte, segundo a Abrafarma, e se negou a reajustar os salários dos profissionais de acordo com os valores determinados na CCT.

“Como não houve avanço nas negociações, o sindicato não viu outra saída a não ser acionar a justiça para que os direitos dos trabalhadores sejam garantidos. Infelizmente, não encontramos outro caminho, por isso, pedimos aos profissionais da rede que tenham paciência, pois sabemos que processo jurídico em nosso país é lento e não temos ideia de quanto tempo levará o julgamento da ação”, frisou a presidente do Sinfarpe, Veridiana Ribeiro, lembrando que todos os esforços e tentativas foram feitas para negociar com o grupo um acordo amigável.

Os representantes da Independente sustentaram que aumentar o piso salarial prejudicaria o processo de expansão da empresa em Pernambuco, portanto, seria inviável aumentar os salários conforme a Convenção. Tal argumento não foi aceito pelo Sinfarpe. “Somos a favor de que o grupo se expanda ainda mais, gerando empregos para a classe farmacêutica e outros profissionais, mas não podemos aceitar esta justificativa, uma vez que o grupo tem condições financeiras de pagar salários justos aos farmacêuticos”, rebateu Veridiana.

A diretoria do Sinfarpe já havia se reunido com os representantes da Independente nos dias 21 de junho e 30 de maio para discutir o assunto. Na última reunião, tinha adiantado que entraria na justiça caso eles mantivessem a mesma postura. Agora, é a medida que o sindicato adotará.

Participaram da reunião desta terça, por parte do sindicato, a presidente Veridiana Ribeiro, a coordenadora do Sinfarpe, Andréa Ribeiro Alcântara, e o advogado Josenildo Araújo. Por parte da Independente, os advogados, Orígenes Lins Caldas Filho, Maira de Lucena, e o diretor executivo, Vladimir Melo.

Fonte: Sinfarpe
Publicado em 03/08/2017

Artigos