; 7º Congresso da Fenafar aprova moção de repúdio ao retorno dos MIPs para as gândolas - Fenafar

7º Congresso da Fenafar aprova moção de repúdio ao retorno dos MIPs para as gândolas

7º Congresso

Contra o retorno dos Medicamentos Isentos de Prescrição para as gôndolas

Os farmacêuticos e farmacêuticas presentes no 7º Congresso da Fenafar repudiam veementemente a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa, que liberou o retorno dos medicamentos isentos de prescrição – MIPs – para as gôndolas das farmácias e drogarias.

A revogação da Instrução Normativa 10 da RDC 44/99 é um retrocesso na construção de uma nova farmácia em nosso país, que rompa com a lógica mercadológica vigente. Numa sociedade capitalista, em que o medicamento é visto como ume mercadoria e a farmácia tratada como loja, manter os medicamentos ao alcance do usuário sem intermediário é um estímulo à automedicação.

Os medicamentos são insumos para as ações de saúde e mesmo os isentos de prescrição podem causar reação adversa e intoxicação. Por isso, a decisão da Anvisa está em desacordo com a luta pelo Uso Racional do Medicamento e fragiliza o papel do farmacêutico, como profissional de saúde responsável pela orientação sobre o uso adequado do medicamento. 

A Fenafar vai envidar todos os seus esforços para que todo e qualquer medicamento esteja atrás do balcão e para que a farmácia seja transformada em um estabelecimento de Saúde, no qual a presença e a valorização do papel do profissional farmacêutico esteja em sintonia com a defesa da saúde.

Florianópolis, 12 de agosto de 2012.

 
 
 
UA-480112034-1